Como ensinar planejamento financeiro para crianças?

Como ensinar planejamento financeiro para crianças?

Ensinar sobre dinheiro desde cedo é uma forma eficiente de ajudar as crianças a se saírem bem financeiramente quando crescerem.

Podemos usar histórias legais, brincadeiras educativas e exemplos do dia a dia para tornar o aprendizado interessante.

Neste artigo, vamos mostrar ideias fáceis e divertidas para ensinar às crianças coisas importantes sobre dinheiro através da educação financeira.

Explique o valor do dinheiro e do trabalho

É possível explicar o valor do dinheiro e do trabalho de maneira simples e lúdica às crianças.

Por exemplo, peça às crianças para imaginarem que o dinheiro é como uma recompensa pelo esforço sobre algo.

Quando alguém trabalha, como seus pais, eles recebem dinheiro em troca.

Esse dinheiro é usado para comprar coisas necessárias, como comida e roupas, além de coisas divertidas, como passeios e brinquedos.

Incentive o hábito de poupar usando um cofrinho

Incentivar o hábito de poupar desde cedo é uma boa maneira de ensinar o valor da economia, e de cultivar a paciência nos pequenos.

Por exemplo, ter um cofrinho pode ser uma experiência divertida.

Quando ela recebe o seu próprio cofrinho com a missão de guardar dinheiro para algo especial, é como se ganhasse um tesouro para cuidar.

A cada moedinha ou nota que colocar no cofrinho, ela vê seu objetivo se aproximando. Isso ajuda a mostrar que economizar dinheiro é importante e que, às vezes, precisamos esperar um pouco para alcançar coisas que queremos e que nos deixam felizes.

Ensine que dinheiro não dá em árvore

Ensinar às crianças a diferença entre o que é necessário e o que é supérfluo é uma lição valiosa. Para transmitir essa lição, é interessante utilizar exemplos simples que as crianças possam entender facilmente.

Por exemplo, podemos contar histórias que mostram como as pessoas ganham dinheiro quando trabalham e como esse dinheiro é usado para garantir que tenham comida na mesa e um lugar para morar.

Depois de cuidar dessas necessidades básicas, é possível pensar em gastar dinheiro com coisas divertidas, como brinquedos e passeios.

Isso ajuda as crianças a compreenderem a importância de fazer escolhas financeiras responsáveis desde cedo.

Ensine que investir faz o dinheiro crescer

É muito importante ensinar às crianças que o dinheiro pode crescer quando bem cuidado e investido.

De maneira simples, você pode explicar que, quando colocamos dinheiro no banco, ele pode aumentar com o tempo.

Um jeito divertido de fazer isso é criar jogos de educação financeira.

Explique que vocês estão cuidando de um “jardim de dinheiro” e, cada vez que elas economizam uma parte e colocam no banco, é como se regassem as plantinhas.

Com o tempo, essas plantinhas crescem e se transformam em mais dinheiro.

Conte sobre os vilões do dinheiro: desorganização e endividamento

É fundamental ensinar às crianças sobre os “vilões” do dinheiro, que são a desorganização financeira e o endividamento.

Podemos fazer isso de uma forma simples e lúdica.

● Desorganização financeira: explique que o dinheiro é como um tesouro que ganhamos. Se não cuidarmos bem desse tesouro, ele pode se perder ou diminuir. Isso acontece quando não sabemos quanto dinheiro temos ou para onde ele está indo.
Podemos explicar às crianças que é importante manter um registro de quanto dinheiro ganhamos e de como o gastamos, assim como fazer uma lista de despesas para nos ajudar a lembrar do que precisamos comprar. Dessa forma, evitamos que o dinheiro “escape” e nos deixe em apuros.

● Endividamento: é quando gastamos mais dinheiro do que temos. Podemos explicar que, quando nos endividamos demais, ficamos com menos dinheiro para coisas importantes, como comida e casa. E isso pode nos causar problemas e preocupações. Portanto, é melhor não gastar mais do que ganhamos e tentar economizar para ter uma vida mais tranquila.

Conecte a educação financeira com o cuidado do meio ambiente

Ao ensinar às crianças sobre a importância de gastar dinheiro de forma consciente, estamos também incentivando a responsabilidade financeira e ambiental.

Podemos fazer isso de maneira simples, explicando que não é bom gastar muito em coisas que não precisamos, pois isso pode prejudicar o meio ambiente.

Por exemplo, comprar muitos brinquedos ou produtos descartáveis pode resultar em mais lixo e desperdício de recursos naturais.

Ao mostrar como economizar dinheiro e fazer escolhas financeiras responsáveis, podemos destacar que estamos contribuindo para um mundo melhor.

Isso significa não apenas cuidar do nosso próprio bem-estar financeiro, mas também do planeta que compartilhamos com outras pessoas e seres vivos.

Educação financeira na escola e em casa

Assim como as crianças aprendem matemática e ciências, a educação financeira também desempenha um papel muito importante em sua formação.

Muitos países reconhecem a importância desse conhecimento e estão começando a incluir a educação financeira infantil na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Isso significa que a educação financeira está se tornando uma disciplina tão importante quanto as outras matérias, e isso é algo que deve ser apoiado e incentivado.

Na escola, as crianças têm a oportunidade de aprender sobre como lidar com o dinheiro, fazer orçamentos e tomar decisões financeiras inteligentes.

No entanto, a educação financeira não deve se limitar às salas de aula.

Em casa, os pais e responsáveis também têm um papel fundamental em ensinar às crianças como cuidar do dinheiro e tomar decisões financeiras responsáveis.

Juntos, a escola e a família podem garantir que as crianças estejam bem preparadas para enfrentar desafios e fortalecer o aprendizado financeiro desde a infância.

Planejamento financeiro familiar: todos a bordo!

Envolva a família no processo de planejamento financeiro.

Explique que toda família é uma equipe, e todos têm um papel a desempenhar para alcançar metas financeiras comuns.

Para fazer isso, vocês podem realizar reuniões em família para discutir metas financeiras, como economizar para uma viagem especial ou para a educação das crianças.

Durante essas reuniões, todos podem contribuir com ideias sobre como economizar dinheiro e fazer escolhas financeiras responsáveis.

Ao envolver as crianças nesse processo, elas aprendem desde cedo a importância da responsabilidade financeira e a colaboração em equipe.

Além disso, cria-se um ambiente de aprendizado onde todos podem compartilhar conhecimento e experiência, fortalecendo os laços familiares e preparando todos para um futuro financeiro mais sólido.

Portanto, lembre-se de que a educação financeira em família é uma jornada compartilhada que beneficia a todos.

Leia mais em:

Publicado por Fernanda Benevides

Formada em Comunicação Social pela ESPM-SP, atua como Head da área de Growth Marketing, na Sim, desde 2019, liderando as equipes de SEO, CRM, Mídia, Conteúdo e BI. Com trajetória profissional de mais de dez anos em marketing digital, atuou em diferentes indústrias, como varejo, bens de consumo e educação, em projetos focados na aquisição e rentabilização de clientes.

Assine nossa newsletter semanal e receba conteúdos exclusivos.

*Ao se cadastrar, você concorda com os nossos Termos de Política de Privacidade.

*Ao se cadastrar, você concorda com os nossos Termos de Política de Privacidade.