Esclarecendo o IPTU: Como funciona, prazos, descontos e dicas para economizar

O Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), é uma obrigação anual para quem tem casa ou terreno.

Descubra como calcular e quando ele deve ser pago, para não ter problemas financeiros. Confira abaixo:

O que é IPTU?

O IPTU é um imposto municipal cobrado sobre a propriedade de uma casa ou terreno na cidade.

Ele financia serviços públicos locais, como escolas, hospitais e infraestrutura urbana e é cobrado todo ano.

Por que os valores do IPTU variam?

Seu valor varia de acordo com o tamanho e localização da propriedade.

Casas maiores ou em áreas mais valorizadas geralmente têm um IPTU mais alto.

A alíquota, uma porcentagem aplicada ao valor da propriedade, também influencia nos valores, e varia de cidade para cidade.

Como a prefeitura usa o dinheiro do IPTU?

O dinheiro do IPTU é usado pelas prefeituras para melhorar a estrutura das cidades.

Financiam a construção e manutenção de escolas, hospitais ,infraestrutura urbana e contribuem para a qualidade dos serviços públicos e o desenvolvimento local.

Entender que o IPTU é uma contribuição para o bem comum ajuda a perceber que, ao pagar esse imposto, estamos colaborando para a melhoria da nossa comunidade.

Como calcular o IPTU?

O IPTU é calculado multiplicando o valor venal (estimativa de preço) do imóvel pela alíquota correspondente.

Isso varia de acordo com as regras específicas de cada cidade. Por exemplo, em uma cidade, a alíquota pode ser de 0,20% a 0,55%, dependendo do bairro.

Vamos exemplificar: se seu imóvel vale R$500.000,00 e a alíquota é 0,55%, seu IPTU será R$ 2.750,00.

Lembre-se que você pode pagar à vista e ganhar desconto ou parcelar em até 10 vezes.

Prazos de pagamento do IPTU

Os prazos para pagamento do IPTU são definidos pela prefeitura de cada município.

Geralmente, os contribuintes têm a opção de pagar o imposto em cota única, com desconto, ou parcelar o valor total.

Se o morador não pagar o IPTU, ele pode pagar multas, juros e ter o nome negativado.

A prefeitura pode mover ações legais, leiloar bens ou executar medidas para recuperar o valor devido.

O não pagamento também pode resultar na perda de benefícios fiscais e descontos.

Por isso, é importante cumprir os prazos do IPTU para evitar problemas financeiros e judiciais.

Quem paga o IPTU de um imóvel alugado?

De acordo com a Lei do Inquilinato (Lei nº. 8.245/91), no contrato de aluguel, é possível acordar quem paga o IPTU.

Se o inquilino não pagar, a prefeitura cobrará diretamente do proprietário do imóvel…

É importante que esteja claro no contrato de locação quem é o responsável pelo pagamento a fim de evitar problemas futuros.

Descontos disponíveis do IPTU

Muitos municípios oferecem descontos para incentivar o pagamento à vista do IPTU.

Esses descontos podem variar, mas costumam ser mais expressivos para quem quita o imposto antecipadamente.

Além disso, alguns locais concedem descontos para aposentados, pensionistas e pessoas com baixa renda.

Vale a pena consultar as políticas da sua cidade para garantir os benefícios.

Dicas para economizar no IPTU:

  • Pagamento antecipado: Pagar o IPTU antes do prazo pode render descontos consideráveis. Fique de olho nas datas e descontos oferecidos pela prefeitura da sua cidade.
  • Pagamento à vista: Optar pelo pagamento em cota única, ao invés de parcelar, geralmente tem desconto. Se possível, essa pode ser uma boa escolha.
  • Isenções, imunidades e descontos tributários: Algumas propriedades são passíveis de imunidades, isenções ou descontos no IPTU. Por exemplo, propriedades usadas para fins sociais, culturais ou religiosos têm isenções. Propriedades rurais também podem ter benefícios.
  • Atualização de cadastro: Manter as informações do seu imóvel corretas é importante. Desatualizações podem levar a cobranças erradas. Corrigir esses detalhes pode diminuir o valor do IPTU.
  • Negociação de dívidas: Se tiver dívidas antigas de IPTU, negociar com a prefeitura pode resultar em descontos nas multas e juros, facilitando o pagamento.
  • Evite atrasos: Mantenha-se informado sobre os prazos de pagamento para evitar multas e juros. Utilize lembretes e calendários para não perder as datas.
  • Consulte um profissional: Se ficar em dúvida sobre as opções de desconto, um contador ou advogado especializado pode orientar sobre as melhores escolhas.

Lembre-se de que as regras variam de cidade para cidade.

Informe-se com a prefeitura da sua cidade ou um profissional da sua região.

Com planejamento, você pode economizar e manter suas finanças em ordem.

Cuidado com golpes do IPTU!

Independente da cidade, o boleto do IPTU não é enviado por e-mail, carta ou qualquer outro meio, sem solicitação direta pelo site da prefeitura.

Para garantir a segurança, acesse o site oficial da prefeitura e solicite o boleto informando o número de inscrição e registro do seu imóvel e não realize nenhum pagamento, em caso de documento suspeito.

Fique atento para evitar fraudes!

Precisa de dinheiro para pagar seu IPTU?

Se as contas apertaram e você precisa quitar seu IPTU, a Sim pode ser uma opção!

No site ou app, você faz uma simulação rápida e segura, com toda a confiança do grupo Santander.

Aqui, as ofertas são personalizadas de acordo com o seu perfil e o dinheiro disponível na conta em até 24h úteis

Publicado por Fernanda Benevides

Formada em Comunicação Social pela ESPM-SP, atua como Head da área de Growth Marketing, na Sim, desde 2019, liderando as equipes de SEO, CRM, Mídia, Conteúdo e BI. Com trajetória profissional de mais de dez anos em marketing digital, atuou em diferentes indústrias, como varejo, bens de consumo e educação, em projetos focados na aquisição e rentabilização de clientes.