Empréstimo para autônomo é um bom negócio?

Nunca é tarde demais para realizar os seus planos e sonhos. Para quem quer empreender, o desafio parece sempre maior, pois junto a ele estão outros sentimentos, como o medo e a dúvida de estar fazendo a escolha certa. Para quem já trabalha como autônomo, é importante sempre manter um bom ritmo financeiro, investindo e melhorando os seus serviços.

Sempre dizem que é preciso coragem para começar o próprio negócio e se tornar seu próprio chefe. Realmente, trata-se de um elemento importante para qualquer pessoa que está começando do zero. Mas o que deve ser dito também é que você precisa ter dinheiro na mão para dar início a essa nova jornada, independente de qual será o seu ramo de atuação. Como conseguir esse dinheiro? Como começar um novo negócio? Vale a pena fazer um empréstimo? Vamos por partes. 

Você precisa ter um plano de negócio

A primeira coisa a fazer é colocar o seu projeto no papel, elencando informações importantes para que você mesmo possa definir seus objetivos, traçar metas e resultados. Isso tudo te ajuda a diminuir os riscos no futuro. Aqui vão algumas coisas para ter em mente na hora de desenhar o seu plano:

  • Detalhe o seu ramo de atividade, defina seus produtos e seus aspectos mais competitivos;
  • Estude seus clientes em potencial, trace uma estratégia para saber quem podem ser os seus primeiros consumidores, de onde eles são e qual é a sua proximidade com eles;
  • Faça uma análise de mercado para conhecer os seus concorrentes e o que eles oferecem;
  • Estruture seu plano de marketing: nenhuma mercadoria ou serviço é vendido sem esforço. É preciso que você elabore um planejamento de comunicação para alcançar cada vez mais clientes;
  • Defina o seu esforço operacional, ou seja, como a empresa vai funcionar no dia a dia. Ela vai ter um espaço físico? Será um e-commerce? Quais estruturas ou materiais serão precisos? Você irá contratar funcionários?;
  • Se planeje financeiramente. Coloque no documento todos os custos para iniciar a empresa e, em seguida, faça um planejamento dos custos fixos e variáveis para os próximos 12 meses. Insira também uma média estimada do quanto você vai ganhar, estipulando o que será custo e o que será lucro.

Com tudo isso definido, vamos falar sobre dinheiro

Com todo o plano de negócio pronto, é hora de pensar em como conseguir o dinheiro que você precisa. Recorrer às próprias economias para começar sua empresa não costuma ser uma indicação de especialistas. Afinal, se o seu projeto não der certo, você fica sem trabalho e sem uma reserva de emergência para se manter. Portanto, é importante separar o que é o seu dinheiro, enquanto pessoa física, e o que é da empresa. E isso não é só no começo. É uma dica que vale para a vida toda. 

Buscar um empréstimo pode ser a solução ideal nesses casos. Mas como qualquer outra decisão financeira, é necessário analisar de perto as melhores ofertas para o seu perfil. 

É essencial que você escolha uma empresa de confiança para fazer essa operação financeira e conseguir o dinheiro que necessita para colocar o seu negócio de pé. Existem muitos golpistas por aí, principalmente na internet. Portanto, antes de começar sua pesquisa, não deixe de ler o nosso Guia rápido para não cair no golpe do empréstimo.

Empréstimo para MEI ou empréstimo pessoal?

Fazer um empréstimo sendo um autônomo vale a pena ao seguir todas as nossas dicas! Mas, e agora? Você deve fazer um empréstimo para MEI ou um empréstimo pessoal?

Se você decidir abrir um CNPJ como MEI (Microempreendedor Individual), poderá recorrer a uma modalidade específica para a categoria. Em comparação ao empréstimo pessoal, o empréstimo para MEI é um pouco mais burocrático e trabalhoso. Mas, em contrapartida, é possível obter um montante maior. 

Pode acontecer também de a instituição financeira escolhida solicitar informações, como a movimentação bancária da empresa. Para quem ainda está começando isso pode ser um problema. Geralmente, é necessário detalhar também como o valor solicitado será utilizado em prol do negócio, seja para comprar insumos, investir na infraestrutura, etc. E esse valor só pode ser usado para a empresa, nada de pagar conta pessoal com ele. 

Um alerta importante para quem está com o CPF negativado: as instituições financeiras não costumam liberar empréstimo para MEI nessa situação. 

Já ao recorrer a um empréstimo pessoal, não é obrigatório ter o “nome limpo” enquanto pessoa física. Existem também outras vantagens: para quem está com pressa para iniciar essa jornada no empreendedorismo, é possível que a liberação do dinheiro seja mais rápida. Além de você também poder utilizá-lo como quiser, por exemplo, pagando contas pessoais. 

Uma maneira de conseguir taxas ainda melhores é escolher a opção de empréstimo com garantia de carro. Assim, você utiliza o seu veículo em troca de um prazo melhor e juros bem mais baixos. 

Se você ainda tem alguma dúvida, leia também o nosso artigo: Empréstimo para MEI X empréstimo pessoal

Que tal fazer uma simulação de empréstimo agora mesmo?

Somos a Empréstimo Sim, uma fintech do Grupo Santander. Em menos de dois minutos iremos apresentar uma oferta personalizada para você. Temos uma plataforma totalmente segura e a simulação para empréstimo é muito rápida e simples.

Faça uma simulação! 

Siga os nossos perfis nas redes sociais! Instagram | Facebook | YouTube | Linkedin 

Publicado por Amanda Borges

Formada em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, com MBA em Gestão e Governança de TI, tem uma trajetória de 12 anos atuando em projetos de desenvolvimento de sistemas voltados para a concessão de crédito. Nos últimos anos, especializou-se no desenvolvimento de Produtos Digitais e em 2019 assumiu a liderança da área de Business Development da Sim.