Você já ouviu falar em PIS/PASEP? Como receber o abono salarial

Pis Pasep

Hoje, vamos desvendar os segredos por trás desses programas e explicar por que eles são tão importantes para os trabalhadores do Brasil. Além de descobrir como eles podem ser um impulso para o seu bolso.

Se você é um trabalhador brasileiro, com certeza já ouviu falar do PIS/PASEP.

Essas siglas são comuns no vocabulário de quem busca informações sobre direitos trabalhistas e benefícios sociais.

Mas o que exatamente são o PIS e o PASEP, e como eles podem afetar a sua vida financeira? Fique ligado e acompanhe este guia completo!

O que é o PIS e o PASEP?

O Programa de Integração Social (PIS) e o Programa de Formação de Patrimônio do Servidor Público (PASEP) são benefícios criados pelo governo para oferecer aos trabalhadores de baixa renda uma grana extra.

Estes programas são voltados a quem ganha, em média, até dois salários-mínimos por mês e que tenha trabalhado, pelo menos, durante 30 dias no ano-base.

É necessário também que estes trabalhadores estejam cadastrados há pelo menos 5 anos no Fundo de Participação PIS-Pasep ou no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Como os nomes mesmo sugerem, o PIS é voltado ao trabalhador das empresas privadas e o PASEP aos funcionários públicos.

Todo trabalhador CLT possui um número de PIS/PASEP.

O seu registro fica na Carteira de Trabalho, no comprovante de pagamento (holerite), no extrato do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) ou no Cartão Cidadão.

Como funciona o abono salarial?

O abono salarial funciona como um 14º salário para os trabalhadores de baixa renda.

O valor corresponde a um salário-mínimo, que atualmente é de R$ 1.302,00 e o valor pago é proporcional ao tempo de serviço do trabalhador.

Por exemplo, quem trabalhou durante os 12 meses do ano, vai receber o valor integral do salário-mínimo.

Mas, se trabalhou apenas 5 meses, receberá o proporcional a este tempo.

Para se chegar a esta conta basta dividir o salário-mínimo por 12 e multiplicar pelos meses em que trabalhou naquele ano.

O pagamento segue um calendário que considera o mês do aniversário do trabalhador.

Em 2023, os pagamentos serão feitos até 28/12.

Qual o valor do benefício do PIS 2023?

Em 2023, o valor máximo para o pagamento do PIS/ PASEP é de R$1320,00.

No entanto, só recebem esse valor aqueles que trabalharam com carteira assinada nos doze meses do ano passado.

Os demais vão receber de forma proporcional ao número de meses trabalhados em 2022.

É possível conferir o valor exato a seguir:

tabela do valor a receber do abono salarial

O valor total do PIS / PASEP é sempre calculado com base no valor do salário mínimo vigente e os meses trabalhados são calculados de forma proporcional.

 Como saber se tenho direito e receber o dinheiro extra?

  1. Ter cadastro ativo no PIS/PASEP: isso geralmente é feito automaticamente quando você começa a trabalhar com carteira assinada. Verifique se seu empregador está fazendo os depósitos corretamente.
  2. Ter trabalhado pelo menos 30 dias no ano-base: você deve ter trabalhado por pelo menos 30 dias no ano-base, que normalmente corresponde ao ano anterior ao saque.
  3. Estar cadastrado no RAIS: o empregador deve ter cadastrado no Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Quais documentos preciso para me cadastrar?

tabela com documentos necessários para se cadastrar no abono salarial

Como sacar o dinheiro?

Para sacar o dinheiro sem sair de casa, basta acessar o aplicativo ou o Internet Banking da Caixa Econômica, para quem possui conta corrente lá.

Agora, para efetuar o saque presencialmente:

  • PIS (trabalhadores de empresas privadas): você pode sacar o PIS nas agências da Caixa Econômica Federal, terminais de autoatendimento, lotéricas e correspondentes Caixa Aqui.
  • PASEP (servidores públicos): os servidores públicos devem sacar o PASEP no Banco do Brasil, nas agências ou terminais de autoatendimento.

Dinheiro extra

O abono do PIS/PASEP é um dinheiro extra que pode ajudar a pagar as dívidas, completar a renda e até realizar um sonho.

Além desta “ajudinha” o trabalhador também conta com o saque-aniversário do FGTS, um tipo de empréstimo que tem o saldo do FGTS como garantia.

Os valores são descontados do fundo de maneira automática. E acontece todos os anos no mês do aniversário do trabalhador.

Aproveite estes empurrãozinhos e fique em dia com suas contas.

Publicado por Fernanda Benevides

Formada em Comunicação Social pela ESPM-SP, atua como Head da área de Growth Marketing, na Sim, desde 2019, liderando as equipes de SEO, CRM, Mídia, Conteúdo e BI. Com trajetória profissional de mais de dez anos em marketing digital, atuou em diferentes indústrias, como varejo, bens de consumo e educação, em projetos focados na aquisição e rentabilização de clientes.

Assine nossa newsletter semanal e receba conteúdos exclusivos.

*Ao se cadastrar, você concorda com os nossos Termos de Política de Privacidade.

*Ao se cadastrar, você concorda com os nossos Termos de Política de Privacidade.