Como se proteger dos golpes de fim de ano

Ah, o Natal! Ah, o Fim de Ano! As ruas ficam iluminadas, a gente enfeita nossa casa, começam os preparativos para o réveillon (quem sabe uma viagenzinha para descansar, não é?) e o planejamento para o ano que vem. 

Porém, infelizmente, uma das coisas que aparecem nessa época com frequência são os golpes de fim de ano. Pois é! Você já deve ter visto por aí notícias sobre eles nos noticiários, e é por isso que fizemos esse artigo: para ajudar você a se proteger de golpes e fraudes e, com isso, terminar o ano bem.

Acompanhe até o final e já compartilhe para proteger seus amigos também. Conhecimento é a principal defesa contra golpistas. 

Quais são os principais golpes e como evitá-los?

Há algum tempo escrevemos um artigo sobre os golpes da Black Friday. Muitos deles também são usados no Natal, por isso, também vale a pena conferir. 

Agora a gente expande um pouco mais a lista para você ficar com as antenas sempre ligadas.

Golpe do super desconto

Parece mágica. Você abre seu celular e lá está o produto que você queria tanto (até deixou de comprar na Black Friday porque as condições não estavam lá tão atrativas) e o preço está muito, mas muito mais baixo do que a média.

Como evitar: desconfie! Desconfiar, na verdade, é uma regra que te protege de inúmeros golpes. Nesse caso específico, do golpe de preço muito baixo, atente para algumas práticas:

  • se for uma compra on-line, confirme se você está no site oficial; se preciso, ligue e questione o lojista sobre o motivo do valor estar mais baixo, se é alguma promoção especial;
  • se o produto for perecível (tem bastante promoção para ceias de fim de ano por aí), se informe sobre a validade do produto; e
  • lembre-se que mágica para abaixar o preço não existe. Muitos golpistas, no entanto, se aproveitam da boa fé das pessoas para atrair clientes para seus sites com propagandas enganosas. 

Golpe do falso benefício

Com a pandemia e a entrada de auxílios emergenciais ou abonos, muitos golpistas se aproveitaram da existência desses benefícios e prejudicaram milhares de pessoas. Geralmente, a ação do golpe acontece por meio das redes sociais, com anúncios para sites falsos, e-mails e SMS fraudulentos, além de mensagem amplamente compartilhadas no WhatsApp.  

Como evitar: se você receber uma mensagem sobre algum benefício desse tipo com link, não clique! Utilize os canais oficiais do governo e da Caixa Econômica Federal para conferir se você tem direito ao benefício.

Golpe do PIX

Esse é bem moderno, afinal, o PIX (que é seguro) chegou há pouco tempo para facilitar as movimentações financeiras, mas ativou a criatividade dos golpistas (não sabe o que é o PIX? Clique aqui para conhecer mais). As principais formas desse golpe são essas:

  • Golpe da clonagem do WhatsApp

Primeiro, os criminosos clonam seu número de celular e WhatsApp. Eles fazem isso enviando uma mensagem para você, se passando por funcionários de uma empresa na qual você já tem cadastro. Eles solicitam um código de verificação que você recebe por SMS. Se você passa esse código (que nunca deve ser informado), seu número é clonado. Então, os golpistas enviam mensagens para toda sua rede de contatos, como se fosse você, pedindo dinheiro emprestado para seus amigos e conhecidos. Como? Via PIX.

Para evitar: além de nunca passar qualquer código ou senha por mensagem, habilite a verificação em duas etapas do seu aplicativo de WhatsApp (vá em Configurações/Ajustes > Conta > Verificação em duas etapas).

  • Golpe com Engenharia Social 

Engenharia social é uma técnica usada por criminosos para conseguir que as pessoas passem seus dados confidenciais. Fazem isso de diversas formas: enviando e-mails e mensagens com promoções ou prêmios; simulando o design de e-mails e propagandas de empresas confiáveis; “perdendo” pen-drives infectados com vírus por aí, para que os desavisados o utilizem em seus computadores; conhecendo, comunicando-se e nutrindo uma falsa amizade com as pessoas por meio de aplicativos de encontro; e muitas outras maneiras.

Com seus dados, eles podem se passar por você para pedir dinheiro para PIX. Aproximando-se dos mais desavisados, acabam convencendo essas pessoas a fazerem, de boa-fé, depósitos para contas falsas.

Para evitar: use bons antivírus no seu computador, confira a fonte das mensagens que você recebe e jamais (jamais mesmo) passe informações pessoais para pessoas que você não conhece e confia verdadeiramente. Lembre-se: a desconfiança, para evitar golpes, é sua aliada.

  • Golpe da solidariedade

Acontece o ano todo, mas, na época de Natal e Ano Novo, é aquele telefonema desconhecido ou mensagem falsa pedindo doações para instituições sociais. O papo para convencer a fazer uma doação é muito bem pensado e, com a boa vontade de ajudar, corremos o risco de fazer uma “doação para criminosos” via PIX.

Para evitar: questione o falso funcionário qual instituição ele representa. Se for uma instituição que você conhece, diga que você vai entrar em contato com a instituição depois. Procure a instituição e confira se ela é um órgão sério e devidamente registrado.

  • Golpe do bug no PIX

Nesse golpe as pessoas recebem mensagens falsas sobre falhas nas instituições financeiras e no próprio PIX, comunicando que se a pessoa fizer uma transferência, receberá o valor em dobro em sua conta. As pessoas clicam nos links das mensagens falsas e o dinheiro vai direto para a conta do fraudador. Tem ainda casos em que o celular é clonado e os próprios golpistas esvaziam as contas das vítimas.

Para evitar: não existe dinheiro de graça. Sempre desconfie. Confira se a mensagem que você recebe é feita por um canal oficial. Nunca clique em links enviados por perfis e números que você não conhece.

Golpe do cartão de crédito

Os criminosos entram em contato com as vítimas se passando por funcionários das instituições financeiras informando que vão enviar um funcionário à residência para buscar seus cartões de crédito para verificação ou que o cartão foi clonado. O contato é feito por telefone e é tão sofisticado que os golpistas utilizam até as músicas oficiais das centrais telefônicas das empresas verdadeiras para tornar mais realista possível. 

Como evitar: ao receber uma ligação, não passe seus dados, entre imediatamente em contato com o gerente do seu banco e com a empresa do seu cartão de crédito por meio dos canais oficiais. Confirmada a fraude, bloqueie o contato e faça a denúncia. 

Golpe do empréstimo

Nessa época é muito comum as pessoas pedirem empréstimo para negociar dívidas e começar o ano com as contas em dia. Geralmente os fraudadores criam sites falsos, enviam propostas por SMS e WhatsApp sem que você tenha solicitado serviços etc. 

Em geral, os golpistas agem dessas formas:

  • Pedem pagamento de valores antecipados do valor referente ao IOF.
  • Oferecem condições tentadoras, fora da realidade, para consumidores negativados.
  • Usam o golpe do empréstimo na aposentadoria do INSS.

Como evitar: pesquise informações cadastrais da empresa que faz o empréstimo, sempre verifique a segurança do site, consulte bancos parceiros, jamais faça pagamentos antecipados, acesse o contrato do empréstimo e avalie o valor da parcela. Este tópico é tão importante que a gente fez um artigo especial sobre eles. Clique aqui para ler; vai ajudar bastante.

Como denunciar golpes?

Para denunciar golpes é fundamental ter o maior número de provas possíveis. Aqui vai uma lista desses primeiros passos:

  • Guarde todos os comprovantes;
  • Tire prints de todas as telas que você puder (conversas de WhatsApp, páginas de redes sociais etc.);
  • Anote as informações que você recebeu dos criminosos (telefone, e-mail, nome, nome da empresa etc.);

Com isso em mãos, acione o PROCON (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) para formalizar a denúncia. Você pode fazer isso ligando para o telefone 151 ou acessando o canal de reclamações à distância por aqui.

Também acione o serviço Disque Denúncia da SSP (Secretaria de Segurança do Estado) pelo número 181 ou pelo site da SSP do seu Estado, por onde você também pode fazer o Boletim de Ocorrência se tiver sido vítima de golpes.

O fim do ano é uma época de comemorações e planejamento. Mantenha a atenção para garantir sua segurança e tranquilidade. 

Faça empréstimo com uma empresa confiável.

Se você precisa de um dinheiro extra para as compras de Natal ou para começar o ano com as contas organizadas, conte com a Empréstimo Sim, fintech do Grupo Santander. Com a Sim você faz seu empréstimo de forma rápida e simples, tudo 100% digital e, principalmente, com total segurança e as melhores taxas do mercado.

Faça uma simulação gratuita e vem pra Sim!

Publicado por Fernanda Benevides

Formada em Comunicação Social pela ESPM-SP, atua como Head da área de Growth Marketing, na Sim, desde 2019, liderando as equipes de SEO, CRM, Mídia, Conteúdo e BI. Com trajetória profissional de mais de dez anos em marketing digital, atuou em diferentes indústrias, como varejo, bens de consumo e educação, em projetos focados na aquisição e rentabilização de clientes.