Como economizar dinheiro de um jeito simples

Muitas pessoas perguntam: como economizar dinheiro, se ganho pouco? Isso é possível? Tudo depende de como cada um organiza as próprias finanças. Existem muitas pessoas que ganham pouco e, mesmo assim, com disciplina de gastos, conseguem sempre ter uma reserva de emergência, poupar dinheiro e manter as contas em dia. Já outras ganham um salário melhor, mas gastam além da conta e vivem endividadas. Por que isso acontece? Porque é preciso saber controlar o dinheiro que entra e sai. E essa tarefa nunca é fácil


Independente do quanto você ganha, economizar dinheiro pode se tornar um hábito para a vida toda e ser algo natural com o passar do tempo. Mas para isso você precisa adotar um novo estilo de vida, enxugando gastos desnecessários e abrindo mão de certos luxos. Que tal começar a repensar sua rotina financeira para economizar dinheiro e realizar os seus objetivos no futuro? 

Aqui, selecionamos 11 ótimas dicas para começar a poupar imediatamente. 

– Cuidado com o delivery de comida 

Todo mundo merece pedir uma pizza no fim de semana, né? Mas tome cuidado com a frequência que você usa aplicativos de delivery. Tente estabelecer uma regra, como usá-los somente duas vezes por mês, buscar promoções ou, se não conseguir se controlar, considere até mesmo deletá-los para evitar cair em tentação. Preparar uma pizza ou um hambúrguer em casa pode ser uma opção para economizar.

– Reveja gastos com celular, TV a cabo e serviços de streaming

Muita gente paga mais do que deveria na conta de celular. Reveja o seu plano e tente negociar . Preste atenção também se vale a pena continuar pagando a TV a cabo ou alguns serviços de streaming. Permaneça somente com o que você realmente consome e fique de olho na concorrência para ver se não tem nenhuma promoção ou algum plano mais atrativo.

– Cuidado com aqueles momentos de “ah, eu mereço”

Sabe aquele momento antes de fazer uma compra por impulso que você pensa “ah, eu mereço”? Geralmente, o item em questão não é uma necessidade real ou uma prioridade no momento. Portanto, toda vez que cogitar comprar uma calça jeans ou um fone de ouvido, pense: “eu realmente preciso disso agora ou posso esperar?”

– Desafie-se: em alguns dias, não gaste com nada

Quantos dias por ano você seria capaz de não gastar absolutamente nenhum centavo? Estabeleça um dia por semana em que você consiga não gastar nada. Leve marmita para o trabalho, carregue consigo uma garrafinha de água e tente não comprar nada, nem mesmo tomar um cafezinho na padaria. Esse exercício, principalmente para quem adora compras, é um ótimo começo para aprender a poupar.

– Vá ao supermercado sempre com uma listinha e de barriga cheia

Fazer as compras do mês com barriga vazia é pedir pra cair na tentação de comprar guloseimas a mais. Antes de sair de casa, prepare um lanchinho e faça uma lista com o que você realmente precisa. Tente segui-la à risca o máximo possível, assim você ganha tempo e salva dinheiro. 

– Compre marcas menos conhecidas

No mercado ou no shopping, dê uma chance a marcas mais baratas e menos conhecidas. Muitas vezes, elas podem ser igualmente boas tendo um custo menor.

– Pare de usar o cartão de crédito

Se a frase acima te assusta, provavelmente você considera o limite do seu cartão de crédito uma extensão do seu salário, o que não é nada saudável para a sua vida financeira. Se não conseguir parar de usar o cartão, pelo menos tente diminuir. Dê preferência a tudo que você possa pagar à vista. Sempre.

Parcelar as compras, alivia o custo no mês, mas pode ser uma armadilha para o endividamento, caso você não esteja com as rédeas dos seus gastos.

– Não compre roupas, sapatos ou acessórios que você não esteja precisando

É duro trabalhar o mês todo e não poder fazer aquela shoppingterapia, né? Mas, muitas vezes, esse é o corte que você precisa fazer para colocar suas contas em dia ou juntar dinheiro. Pense nas suas metas. Mantenha o foco.

– Reveja seu guarda-roupa e busque inspirações na internet

Não comprar roupa nova não significa que você precisa sair por aí malvestido. Dê uma chance àquela camiseta que você nunca usou e que está no fundo da gaveta ou ao sapato que parece não combinar com outras peças. Procure inspirações na internet para montar looks novos sem gastar dinheiro.

– Evite usar o carro ou apps de carona em trajetos curtos

andar mais a pé ou utilizar o transporte coletivo quando o trajeto for curto, como uma ida até a casa de algum colega ou uma consulta médica pelo bairro, pode ser uma bela opção para economizar. Aplicativos de carona instalados no celular acabam fazendo as pessoas gastarem mais do que gostariam e poderiam.

– Pague à vista, com dinheiro vivo, e peça desconto

Quando realmente precisar comprar um item um pouco mais caro, pergunte qual é o desconto caso você opte em pagar no dinheiro. Essa estratégia sempre funciona e você evita dívidas. Prefira juntar o valor necessário do que sair por aí parcelando em muitas vezes. 

Vale lembrar que essas dicas não fazem efeito se você não utilizar um método muito simples para organizar suas finanças pessoais: ter um controle financeiro. Não adianta querer economizar se você não sabe ao certo quanto ganha e o quanto gasta. Portanto, coloque tudo na ponta do lápis ou em uma planilha e analise minuciosamente o seu custo de vida. Essa é a melhor maneira de conseguir economizar. Pode apostar.

Não sabe como fazer isso? Especialistas do Grupo Santander criaram uma planilha gratuita para qualquer pessoa, correntista ou não do banco, conseguir organizar suas finanças de um jeito muito fácil.

Baixe a planilha gratuitamente clicando aqui!

Precisa de dinheiro na mão? Faça uma simulação de empréstimo agora mesmo

Somos a Empréstimo Sim, uma fintech do Grupo Santander. Aqui, você consegue simular um empréstimo de maneira rápida e segura em poucos minutos. Veja qual oferta temos para você.

Publicado por Fernanda Benevides

Formada em Comunicação Social pela ESPM-SP, atua como Head da área de Growth Marketing, na Sim, desde 2019, liderando as equipes de SEO, CRM, Mídia, Conteúdo e BI. Com trajetória profissional de mais de dez anos em marketing digital, atuou em diferentes indústrias, como varejo, bens de consumo e educação, em projetos focados na aquisição e rentabilização de clientes.